Em artigo na edição de 9 de abril do jornal O Globo, o cineasta Cacá Diegues aponta a deputada federal Renata Abreu como “forte candidata ao Prêmio Trabalho Escravo de 2017.

direitoaut_trabescravo

A deputada é relatora de mais um projeto que busca isentar hotéis, motéis, rádios, igrejas, academias de ginástica, etc., do pagamento de direitos autorais sobre as músicas que utilizam.

Segundo Diegues, parece que o grupo de empresas de rádio e hotéis da família da deputada é devedora de R$ 25 milhões ao Ecad, o que vamos verificar.

O certo é que o cineasta é autor de dois grandes filmes sobre a saga dos quilombos de Palmares. E conhece bem o assunto escravidão.


Nº 135 | 10/04/17 | Pág. 5