AMAR/SOMBRÁS – NOTA OFICIAL


A AMAR/SOMBRÁS é uma entidade que congrega mais de 15 mil componentes em todo o país, entre autores, intérpretes, músicos, maestros, editoras musicais e produtores fonográficos. Nessa condição, ela manifesta seu irrestrito apoio ao diplomata Marcelo Calero, atual titular do Ministério da Cultura.

A AMAR apoia o Ministro Calero porque ele está recuperando o diálogo respeitoso do Estado com a Sociedade, já que o governo anterior havia implantado uma política desastrosa, baseada no desmonte dos institutos jurídicos sobre Direitos de Autor, na interferência governamental na gestão de direitos privados (ao arrepio da Constituição), na imposição de um controle autoritário das entidades e associações civis privadas – fatos estes que resultaram em insegurança jurídica, em convulsão do mercado, em descrédito nacional e internacional do nosso sistema autoral (antes considerado um dos mais avançados do mundo) e em queda nas receitas dos autores e titulares de direitos autorais.

Tudo isso, claro, foi feito com base no aparelhamento de Estado por grupos políticos e na submissão do MinC aos interesses de facções e segmentos minoritários da área musical, aliados também de grandes corporações que sempre combateram o pagamento do Direito Autoral como forma de aumentar seus lucros.

Assim, vimos, neste grave momento da vida política brasileira, manifestar apoio irrestrito às ações do Ministério da Cultura que visem a salvaguardar os direitos dos autores, intérpretes e executantes da Música Popular Brasileira contra as tentativas de estatização da Gestão dos Direitos Autorais e quaisquer outras manobras que não representem os anseios de liberdade de criação, produtividade e realização econômica que movem a atividade musical, acima de tudo.

A DIRETORIA

By | 2017-02-21T05:52:20+00:00 23/08/2016|EDITORIAL|1 Comentário

Um Comentário

  1. Ricardo Batista 06/09/2016 em 15:11 - Responder

    Houve assembleia para deliberar tal apoio? Gostaria de obter os registros da ocasião para avaliar minha continuidade na associação. Particularmente, avalio como positivas as ações desenvolvidas em prol dos direitos autorais na gestão anterior e repudio veementemente a atual gestão.

Deixar Um Comentário